domingo, 6 de novembro de 2011

Fonte de água podre

Não que ainda se importasse com ela, mas aquela fonte era agora, uma fonte de inspiração inesgotável sobre a putrefação das coisas.

E depois de andar sem rumo pelo deserto, perdido e com sede, engolfado pela loucura e desesperança pela falta de rumo, encontrou uma fonte. Uma fonte outrora bonita e de água muito limpa. Matou a sede. Não demorou muito e a água apodreceu. Sentiu-se mal e, como estava no deserto, não podia tomar remédios ou consultar um médico.

Mas o mal-estar passou e ele foi encontrado e resgatado por um grupo de beduínos que cruzava o deserto. A fonte continuava ali, jorrando água podre e contaminada, cheia de coliformes fecais.

Não que ainda se importasse com ela, mas aquela fonte era agora, uma fonte de inspiração inesgotável sobre a putrefação das coisas.

DIONNE BROMFIELD - If That's The Way You Wanna Play

3 comentários:

  1. fontes assim têm que ser deixadas pra trás, para que se inicie uma busca por uma nova fonte de água pura e cristalina.

    ResponderExcluir
  2. E às vezes andamos tão perdidos, sem rumo e bebemos da primeira fonte que encontramos, ainda mais se ela tem boa aparência.

    Aí é que precisamos tomar precauções. E de como certas coisas só se revelam quando internalizadas.

    ResponderExcluir
  3. Nem toda fonte podre tem a possibilidade de filtragem. Mas de vez em quando é bom tomar um gole dessas águas. Fortece o corpo.

    ResponderExcluir