domingo, 24 de maio de 2009

Quanto menos, mais melhor


Era uma vez uma arma que se caísse em mãos erradas, poderia causar a queda de pessoas poderosas. Que arma será que é essa?


Todos nós já sentimos o reflexo do descaso do governo com a educação, seja porque você estudou e/ou trabalha em escola pública, seja porque lida com pessoas que estudaram em uma, seja porque trabalha com crianças carentes... Enfim, todo mundo sabe que a educação no Brasil não é das melhores.


Nos dias de hoje, o conhecimento é poder. Na maioria dos casos, pessoas com o Ensino Superior completo recebem salários mais altos e ocupam posições relativamente mais importantes, enquanto pessoas que tem apenas o Ensino Médio costumam exercer funções menores. O Ensino Médio, aliás, é o mínimo necessário para se conseguir um emprego razoável. Quem tem apenas o Ensino Fundamental é praticamente um escravo e que não tem nem isso, cata lixo.


O conhecimento é uma arma poderosa que pode ser usada ao seu favor, porém compartilhar conhecimento demais pode ser coisa de kamikaze, especialmente no trabalho. Se você ajudar demais um novato, você periga “criar um monstro” que em pouco tempo pode ter mais importância na empresa do que você. O mesmo pode acontecer com professores universitários. Imagine se um deles compartilha todo o seu conhecimento obtido por anos de estudo e entrega de graça para os seus alunos em sala de aula. Um desses alunos pode acabar tirando o emprego dele no futuro por ser mais qualificado graças a ele. Essas situações não são tão comuns porque muitas pessoas simplesmente não têm muito conhecimento para compartilhar.


Agora voltemos à educação pública. Você já pensou por que o governo não dá a devida importância a ela?


Vamos relembrar os tempos de eleições. Showmícios são promovidos, políticos compram as pessoas com favores, entre outros. Não estamos mais na Roma antiga, mas a velha política do pão e circo continua muito atual no Brasil. Agora imagine o público que se deixa seduzir por showmícios e favores: você acha que eles são muito estudados ou que tem um senso-crítico bem desenvolvido?


É claro que não! Muitas dessas pessoas são alienadas e facilmente manipuláveis. Para muitas delas, educação é supérfluo e elas provavelmente iam para a escola sem saber por que ir para a escola era importante.


Imagine agora o governo investindo exemplarmente em educação. O povo brasileiro se tornaria irreconhecível. O número de drogados, alcoólatras, aidéticos, pais adolescentes, mortos no trânsito diminuiria visivelmente. Canções pornográficas não conseguiriam mais atingir o topo das paradas musicais, revistas de fofoca viriam a falir, vários programas de TV sairiam do ar e nossos políticos, a-ha! Não re-elegeríamos mais os mesmos políticos corruptos de sempre!


Se o povo fosse instruído, ele mudaria de mentalidade em relação à política. Ele não votaria em quem tem vários processos nas costas e procuraria saber quem é que ele está elegendo. E a participação popular não se resumiria em um voto e nada mais. O povo iria cobrar as mudanças, procurar saber o destino da fortuna de impostos que pagamos em tudo e faria vista grossa em relação a essas picuinhas partidárias onde quem sempre paga o pato é o povo.


O conhecimento é a maior arma que uma pessoa pode ter nas mãos. Se você não anda na linha e o entrega nas mãos daqueles que podem fazer a revolução, você pode estar cavando a sua própria cova.


PS: o título errado foi proposital.

13 comentários:

  1. a questão é que o povo só tá interessado em quem vai dá um tijolo pra terminar o puxadinho ou quem via pagara "50 real" pelo voto, enfim, cada nação tem o que merece.


    www.skiba.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Peterson!

    Você falou uma coisa muito certa. O conhecimento mudaria muita coisa aqui no Brasil. Com um pouquinho mais de cultura, o brasileiro pensaria melhor antes de tomar certas atitudes e teria muito mais senso crítico.

    Ótimo post!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Seu blog é muito bom,e nesta postagem você falou tudo.
    O Brasil so esta deste jeito pela falta de educação, pessos passam o que passam as vezes por ignorância.
    Podemos fazer nossa parte também dessa maneira que você esta fazendo, abrindo a boca e tentando mudar.um abraço que Deus te ilumine.

    ResponderExcluir
  4. verdade dura e crua desse precioso tesouro q alguns detem e nao gostam de compartilhar, somos realmente cultivados pela sociedade para ter conhecimento, quiçá o suficiente para q possamos assumir boas posições de trabalho mas o tipo de conhecimento q gera discernimento esse ai é bem mais dificil e importante

    ResponderExcluir
  5. Tirando o fato de que a educação no brasil não é levada a sério, oque eu e qualquer pessoa que tenha um pouco de informação está ciente, eu só achei uma consideração equivocada, como o exemplo do professor universitário. Eu sou professor e acho que um bom professor é aquele que passa tudo que aprendeu aos seus alunos. A insinuação que ele pode perder o emprego pra um desses alunos procede se ele não for um professor bom e aí, ele merece perder o emprego mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Peterson!

    'Visitarei o seu blog se ele for bom'

    A julgar pelas suas visitas frequentes e pelos, excelentes, comentários que fez no meu blog, vejo que meu trabalho não anda tão 'mal das pernas', que alívio! rs.

    Sobre a sua postagem, achei o assunto totalmente pertinente.

    É de extrema importância que nós, blogueiros, façamos matérias deste tipo, alertando os leitores sobre a situação do país, afinal ano que vem toda a 'papagaiada' política voltará a bater em nossas portas e o povão tem memória curta.

    Pensando bem, povão não lê blogs, eles não têm acesso a isso. Ou melhor, os que têm, criam páginas de besteirol e pornografia (não de erotismo refinado, enfim...).

    A cultura no Brasil está penando. É lamentável que o cenário esteja tão feio...

    Infelizmente, o que você afirmou é a mais pura realidade:

    Não haverá investimento em educação de qualidade, afinal, não é 'interessante' para a politicagem que a população saiba escolher, pensar...

    Parabéns pela postagem.

    Kiso

    ResponderExcluir
  7. PS.: Desculpe-me pela demora em retribuir as visitas, meu notebook está na manutenção e eu estou usando computadores alheios, isso dificulta o meu acesso.

    Kiso

    ResponderExcluir
  8. É triste um País em Desenvolvimento ser tão pobre em relação a Educação!!! Poucos investimentos, professores mal qualificados!!! É uma vergonha.

    ResponderExcluir
  9. Olá Peter...

    Muito bom mesmo seu blog...
    Sou um dos fãs dele..

    Sempre que tenho um tempinho, faço uma visita!

    Bem que poderias ser um colunista de um jornal né.. hehehehe..

    Continue sempre assim...

    Abraço...
    Alex

    ResponderExcluir
  10. Pior do que as pessoas que não usam a inteligencia pq não tiveram tanta instrucao nas escolas ou em casa, são quelas pessoas que tem instrucao, sao estudadas e zaz e fazem questao de jogar fora tudo o que sabem. Fecham os olhos achando que por ser "minoria" nao adianta usar seu poder.

    Cara, não sei pq razao, tá cada dia mais dificil rpa comentar aki. Seu blog é o único que leva anos pra carregar a pagina de comentários. Mas nao vou desistir.

    ResponderExcluir
  11. Vim conhecer seu blog, e desejar boa tarde
    bjs

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  12. Na medida em que vamos completando o nosso conhecimento sobre a vida, ela vai completando a nossa experiência sobre ela.

    ResponderExcluir
  13. Vi que nós temos um amigo em comum, o Groo, que é professor (também sou! Rsrsrsrs) e que vira e mexe manda super bem em posts que abordam essa temática.

    Você falou tudo. O problema é o mesmo de sempre. Entra século e sai século, a história não muda. Um povo culto é um povo poderoso. Mas os donos do poder, tremem só de pensar nisso! E continuam nos manipulando, com suas ideologiazinhas de merda. Quer um exemplo? A bendita aprovação automática, aqui no Rio! Faz idéia do que é um aluno chegar à oitava série, sem saber ler nem escrever? Melhor: sem saber ler, escrever e pensar...

    Pois é. Era tudo o que eles queriam...

    Abração e sucesso, meu velho!

    ResponderExcluir