domingo, 22 de março de 2009

Em horas de descuido


Ela dá sentido à vida de muitas pessoas. Ela é projetada através de sonhos, mas será que eles precisam ser realizados para que ela seja sentida?


Se um repórter da televisão parasse as pessoas no meio da rua fazendo a seguinte pergunta: “qual o sentido da vida?” o que você acha que elas responderiam? Poderíamos ter uma imensa variedade de respostas. Alguns dariam respostas envolvendo o campo religioso como “cumprir na Terra a missão que Deus nos deu”, envolvendo o campo interpessoal “amar e ser amado por meus amigos e familiares” ou então envolvendo o apego material “ser rico e poderoso”. Todas têm algo em comum: elas envolvem sonhos que as pessoas acreditam que, quando realizados, irão torná-las mais felizes.


Independentemente de qualquer que seja o sentido da vida, as pessoas anseiam pela felicidade. O conceito de felicidade varia muito de pessoa para pessoa e é baseado em sua história de vida. Alguns se sentem felizes ao estarem rodeados de gente, mesmo que vivam na pindaíba, já outras pessoas se sentem muito felizes por terem dinheiro para comprar quase tudo o que querem, mesmo que tenham poucos amigos ou nenhum.


A felicidade não é algo que não possa ser interrompido na vida de um indivíduo, ou seja, não dura para sempre. Todo mundo também já se sentiu infeliz na vida, seja por um breve ou longo período de tempo. Assim como a felicidade, o conceito de infelicidade também varia muito de pessoa para pessoa dependendo de sua história de vida. A ausência de felicidade, somada desesperança em se sentir feliz novamente (causada por um grande problema ou perda), pode levar as pessoas à depressão e, em casos mais graves, levá-las a cometer suicídio.


E é geralmente nessas horas de infelicidade que as pessoas se dão conta de que eram felizes e não sabiam. Muitas pessoas precisaram sofrer perdas e enfrentar grandes problemas para aprenderem a valorizar aquelas coisas que lhes traziam felicidade. Nem todo mundo que se sente feliz tem a consciência de que é ou está feliz.


Muitas pessoas têm sonhos e ambições na vida e acreditam que, quando conquistados, elas se sentirão mais felizes. Os sonhos são uma projeção da felicidade idealizada por um indivíduo logo, quando sua realização é destruída ou retardada, é comum que ele se sinta triste e frustrado. Porém, quando realizamos um sonho, nem sempre ele tem aquele gostinho de vitória que tínhamos imaginado. A felicidade não se resume ao ato de tornar um sonho realidade.


Imagine que o seu maior sonho é se formar na faculdade cursando o que você realmente quer. Durante o vestibular, você estuda muito e fica feliz por estar tendo êxito. No fim das contas, você é aprovado e fica feliz por isso. Já na faculdade, você se sente feliz ao tirar boas notas, ao ser aprovado para a fase seguinte e por aí vai. O conjunto de pequenas vitórias faz com que o indivíduo se sinta feliz por estar mais próximo da realização do seu sonho.


A felicidade não é encontrada somente em acontecimentos grandiosos. Ela pode muito bem ser encontrada em coisas simples que fazem você sorrir e que espantam a tristeza. Ela pode ser encontrada na pelada do fim de semana, num jogo de cartas, numa brincadeira com o cachorro, quando você tirou uma nota alta numa prova depois de estudar a madrugada inteira, quando você atropelou a garota que viria a ser a sua namorada no futuro... Ela pode ser encontrada quando você menos espera. Como disse Guimarães Rosa, “felicidade se encontra em horinhas de descuido”.

13 comentários:

  1. Eu acredito que a felicidade, no fundo, não está nas pequenas coisas ou nos sonhos de cada pessoa; ela está dentro de nós. Essa felicidade que está digamos, "escondida" na gente aparece quando concretizamos um objetivo (sonho) ou quando temos pequenos momentos felizes com os amigos (por exemplo), mas enfim... Ela já faz parte de nós, mas na maioria das vezes, nós não percebemos.
    Parabéns pelo blog. =)

    www.hoppipollablog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Bem achei muito bonito o que vc escreveu mas por experiência acredito apenas em momentos felizes, aproveita-los e nada mais.


    http://messnatural.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Há tempos eu não sei o q eh infelicidade. Procuro não dar mta improtancia as coisas pequenas que surgem no caminho.

    É como dizem: a felicidade vem de dentro pra fora.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Aprendi que a felicidade é um estado temporário; ela vem e vai e quando vem, vem em doses homeopáticas...
    Aprendi também que a felicidade está nas pequenas coisas e em momentos inesperados. Aprendi também que o caminho para a minha felicidade está dentro de mim e não dentro dos outros.
    Ótimo post! Qdo der, dá uma passadinha lá no meu...

    Bjoks, Roberta.

    ResponderExcluir
  5. Olá mocinho!

    Felicidade, tempo... Oh 'punhado de coisas relativas'!

    Eu, por exemplo, levo uma páde tempo para vir aqui, mas quando venho e econtro boas postagens, sinto-me feliz!

    hihihi...

    Pode parecer clichê, mas é verdade!


    Ontem ouvi um homem dizer que uma vizinha, pessoa de confiança e conhecidada de sua família a anos, veio a falecer.
    Era uma senhora idosa e de saúde debilitada pelas mazelas que a vida lhe deu.

    Todos da família a menosprezavam: o marido bêbado, os filhos viciados, as filhas prostitutas e os netos mal-criados.

    Pois bem, no enterro, os que compareceram, choraram a ausência da velha senhora, arrependendo-se por coisas ditas a ela, pelos momentos que não souberam aproveitar, enfim, veio aquele sentimento de que eram, sim, felizes sem saber.

    Agora é tarde.


    REsta buscar, neste caso, a reestruturação da vida e a felicidade em outras coisas e pessoas.

    Encontrar este 'estado de espírito' é uma busca sem fim, é isto que nos motiva a lutar e permanecer vivos.

    Kiso

    http://garotapendurada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi!

    Desde pequena busco o sentido para a minha vida. E apesar de procurar viver esses pequenos momentos que são os que fazem a diferença, creio que ainda não descobri. Mas isso não me incomoda porque vou descobrindo no caminho.
    Acho que a gente não é feliz, tem momentos felizes.

    Não sei se chegou a ler os comentários mas aquela entrevista é ficcional. Então pode respirar fundo porque ninguém vai fazer um filme de 7 horas. Já tem algo assim parecido chamado Sleep, que se não me engano mostra um homem dormindo durante 9 horas em tempo real. Boa se você for insone.

    ResponderExcluir
  7. "Independentemente de qualquer que seja o sentido da vida, as pessoas anseiam pela felicidade."

    Concordo plenamente e, na minha opinião, a própria busca pela felicidade é o que dá sentido à vida. É inerente ao ser humano querer sentir-se bem, mas eu acredito que quando tu falas sobre pequenas felicidades da vida, acho que tem mais a ver com pequenos contentamentos, como o de ter ou não dinheiro, ter ou não familia, ter ou não status, ter ou não amigos. Acho que isso tudo trás momentos de felicidade passageiros que podem ser traduzidos como "estado de bem estar", "estado de espírito". Acredito que a felicidade plena só pode ser alcançada dentro de nós, quando sentimos prazer e contentamento com aquilo que somos, naquilo que fazemos, no lugar onde nos encontramos e naqueles que nos rodeiam. Esse é o meu conceito de felicidade.

    ResponderExcluir
  8. Li o primeiro comentário, e achei a linha de raciocínho da moça bem parecida com a minha. Mas não foi cópia não, viu Pet, hahaha

    abraço!

    ResponderExcluir
  9. Então cara... de certa forma foi com essa intenção sim. Queria saber o que as pessoas diriam desse rolo todo. A visão de cada um dos fatos.

    E como já era de se esperar, as opiniões estão meio divididas em relação a de quem é a culpa.

    E vc digitou lá dente de leite, mas é dente de leão. hehe...
    Longe de mim querer te corrigir, só to comentando.
    Abç

    ResponderExcluir
  10. E tem gente que acha que a vida não tem sentido nenhum (já conheci adeptos da corrente). Só sei que eu vou buscar a felicidade onde ela estiver HAHAHA


    (www.pollyok2.zip.net)

    ResponderExcluir
  11. Maldito seja aquele indivíduo que inventou o 'ser feliz'.


    Amém.

    ResponderExcluir
  12. Bem,ser feliz na minha opinião está relacionado com a personalidade de cada um.De repente pra alguêm ser feliz ele não tenha que necessariamente ter tudo que quer na vida,mas,buscar tudo o que quer.E acho que pra conseguir seja qual for o objetivo almejado é uma questão de fases:erros,acertos,decepções,alegrias.



    "Felicidade se acha em horinhas de descuido."

    Eu entendo essa frase no sentindo de que "as coisas" acontecem quando a gente menos espera,na hora que a gente não está procurando,no momento certo.


    Ps. adorei o exemplo da garota atropelada que viria a ser a namorada futura.

    =)

    ResponderExcluir
  13. Oi, achei interessante seu texto.
    E na minha opinião o sentido da vida é a integração com tudo o que valorizamos.

    Porque as pessoas no fundo só querem se sentir completas de alguma forma.

    Tem gente que procura se completar através de uma profissão.
    Tem gente que procura através de uma família.
    Tem gente que procura através de status social.
    tem gente que procura um pouco de cada.
    E tem gente que procura simplesmente não procurando, no caminho do desapego.

    Porque se as pessoas não tivessem objetivos mais práticos para se completarem estariam entregues a contemplação dos mistérios da vida, e submissas a total incompletude, uma insegurança psicologica que nem todas estão preparadas para lidar.

    De qualquer forma, de uma ou de outra, está é a estoria de todos nós.

    Até mais

    ResponderExcluir