sexta-feira, 17 de março de 2006

Dschinghis Khan!

Sinto-me honrado de fazer uma reportagem sobre a banda tosca (também chamada de trash), que eu amo do fundo do meu coração, Dschinghis Khan.

Dschinghis Khan foi uma banda de “rock” que fez muito sucesso no final dos anos 70 e início dos 80. A banda era formada por Louis Henrik Potgier (sul-africano), Edina Pop (húngara), Steve Bender (alemão), Henriette Heichel (holandesa), Wolfgang Heichel (alemão) e Leslie Mándoki (húngaro). O nome da banda remete ao guerreiro mongol Gengis Khan. As músicas são cantadas em alemão, para dar um toque mais trash ainda a eles. Em “Rocking son of Dschinghis Khan”, eles tentam cantar em inglês. Nunca ouvi um inglês tão ruim, o que conseguiu (se já era possível) dar tornar a música ainda mais trash.

Suas músicas mais famosas foram “Moskau” e “Dschinghis Khan”. Em 1980, o Dschinghis Khan foi convidado a tocar na abertura das Olimpíadas de Moscou 1980 (cuja foi boicotada pelos EUA por causa da Guerra Fria). Em “Moskau” nota-se, mesmo que a música seja cantada em alemão, de que ela remete justamente à Guerra Fria. Os exércitos, a sincronização da voz, passos de militares em desfile e risos frios lembram a Guerra Fria, um dos momentos mais tensos do tenso século XX.

Eu gosto de Dschinghis Khan desde junho de 2004. A mãe estava ouvindo um disco de vinil no toca discos do pai. Então eu ouvi Dschinghis Khan pela primeira vez e me perguntei: “Que raios de idioma eles estão cantando?” Então eu peguei a capa do LP e vi um grupo de excêntricos dos anos 70 em uma capa vermelha com um sol dourado e no verso um “Kocht leidenschaftlich gerne ungarische Küche” me xingava. “Meu Deus! Isso está em alemão!” pensei eu.

Não foi difícil de eu me contagiar pelas músicas loucas e divertidas de Dschinghis Khan. Essa semana eu vi o clipe de Moskau no computador do Robisson. No início eu fiquei horrorizado porque eu nunca havia visto os integrantes se mexendo e fazendo aqueles passos de dança de dar medo.

Essas são as músicas que tem no meu LP:
01. Moskau
02. Komm doch hein
03. Samurai
04. Rocking son of Dschinghis Khan
05. Paß auf, der Drache kommt
06. Dschinghis Khan
07. Israel, Israel
08. China Boy
09. Sahara
10. Puzsta
11. Der Verräter

Eu tentei traduzir “Moskau” no Google, mas a tradução saiu péssima com coisas sem pé nem cabeça como: “O gelo do diabo vermelho na vodka beba irmão Moscou fria e misteriosa...”.

Obviamente, a banda não existe mais. Em 1981, Steve Bender (careca bem estilo Gengis Khan), o líder da banda, abandonou o grupo após o lançamento do segundo álbum do Dschinghis Khan. Em 1993, Louis Potgier (careca de barba crespa que fazia poses do tipo “Eu tenho a força”!) faleceu em uma acidente de carro na África do Sul. A banda se reuniu ano passado, dia 17 de dezembro de 2005 no Olypiyski Arena em Moscou, reunindo 18 mil pessoas, para se ter uma idéia de como a banda foi famosa.

Mais informações:
www.dschinghiskhan.de (site oficial)
http://www.koreus.com/media/dschinghiskhan-moskau.html (clipe de Moskau)

3 comentários:

  1. parabens pelas informações sobre os "dschinghis khan".

    Gostei muito deste grupo. A loirinha era linda.

    Acho que mais do que Trash eles eram folclóricos. Deram uma cara pop ao folclore....já pensou se fizessemos o mesmo??? uma banda de sacis??? (coisa feia)..abraço

    ResponderExcluir
  2. Post antigo, mas vou comentar. Excelente artigo! Conheci Dschinghis Khan recentemente, ao acaso. Hoje, escuto direto no computador (é viciante!). Tem uma penca de videos deles no Youtube, vale conferir inclusive a versao em portugues "Genghis Khan".

    Minhas musicas favoritas sao Moskau, Dschinghis Khan, Pistolero e Hadschi Halef Omar. Faltar baixar outras musicas ainda! ^^

    ResponderExcluir
  3. NESSA PAG TEM O CD THE BEST OF Dschinghis Khan!!!

    http://www.darelease.com/music/62793-dschinghis-khan-non-stop-best-hits-2001.html

    ResponderExcluir